Bolsonaro passa mal e é internado no Hospital das Forças Armadas

O presidente Jair Bolsonaro teve que ser internado na madrugada desta quarta-feira (14/7) no Hospital das Forças Armadas (HFA) devido a uma crise de soluços que já dura mas de 10 dias. De acordo com o Palácio do Planalto, ele foi ao hospital por uma orientação de sua equipe médica para investigar a causa dos soluços.

Ele deverá ficar sob observação entre 24 e 48 horas. Segundo a assessoria, o presidente está animado e passa bem. Nesta quarta-feira, Bolsonaro teria um encontro com os presidentes dos Três Poderes, conforme divulgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mas a agenda foi cancelada. “Foi cancelada a reunião entre os presidentes dos Poderes Judiciário, Executivo e Legislativo que aconteceria nesta quarta-feira (14). O encontro será oportunamente reagendado”, diz comunicado do STF.

A reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19, que seria  as 8h também foi cancelada.

O presidente já vinha reclamando de soluços há mais de 10 dias. Em sua live semanal de quinta-feira (8/7), o presidente falou sobre o assunto e pediu desculpas pelos soluços, além de terminar sua fala antes que o habitual.

Na semana passada, Bolsonaro já tinha reclamado das crises de soluços em entrevista à rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul. “Peço desculpa a todos que estão me ouvindo, porque eu estou com soluço já tem cinco dias. Eu fiz uma cirurgia para implante dentário no sábado, já aconteceu comigo no passado, talvez, em função dos remédios que eu estou tomando, eu estou 24 horas por dia com soluço”, disse.

Nota da Secom 

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, por orientação de sua equipe médica, deu entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, nesta quarta-feira (14) para a realização de exames para investigar a causa dos soluços.

Por orientação médica, o presidente ficará sob observação, no período de 24 a 48 horas, não necessariamente no hospital. Ele está animado e passa bem.

Secretaria Especial de Comunicação Social

Aguarde mais informações/correio braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *