Com 150 internos, governo decreta estado de emergência para obras no CEM

O governador Wellington Dias autorizou à Secretaria Estadual de Assistência Social (Sasc) decretar estado de emergência no Centro Educacional Masculino (CEM) para reforma estrutural após constantes fugas e depredações do prédio. Atualmente o CEM abriga cerca de 150 internos, sendo que a capacidade é para 80.

De acordo com o secretário da Sasc, José Santana, o pedido foi feito no sentido de possibilitar a adoção de medidas emergenciais necessárias para reformar principalmente a parte dos alojamentos dos internos.

“Com os motins ocorreram depredações mais de uma vez, queimaram colchões o que foi danificando a área e mesmo fazendo pequenos consertos houve comprometimento e um grande número de alojamentos ficou inativo o que dificultou até medidas de segurança, como a separação de determinados menores infratores, que não podem ficar com outro grupo em função do crime e suposta delação”, afirmou o secretário José Santana.

O gestor não quis detalhar quais as obras que serão realizadas e o orçamento que será destinado. “Ainda estamos fazendo o levantamento do que realmente é urgente e necessário. Temos um prazo de 180 dias para tudo. Mesmo sendo dispensado o processo licitatório é preciso seguir alguns trâmites e encaminhar para a Procuradoria Geral do Estado e coletar o orçamento, mas queremos estar com tudo concluído em no máximo 15 dias para começar as obras”, explicou.

Santana ressaltou que a prioridade são os alojamentos, guaritas e o outras medidas para reforçar a segurança no local.

Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *