Evasão do ensino superior privado aumenta na pandemia

A evasão no ensino superior privado cresceu no período da pandemia. O número de estudantes fora das universidades e faculdades aumentou de 30% em 2019 para 35,9% no ensino presencial em 2020; e de 35%, em 2019, para 40%, no ensino a distância, em 2020.

Os dados são da nova edição do Mapa do Ensino Superior no Brasil, lançado nesta terça-feira (8) pelo Instituto Semesp, o Sindicato das Entidades Mantenedoras do Ensino Superior do Estado de São Paulo.

Tocador de áudio

O diretor executivo do sindicato, Rodrigo Capelato, cita, entre as causas para esse aumento, as dificuldades dos estudantes para manter os custos e as mensalidades no ensino superior.

Outro destaque foi a influência da pandemia entre os estudantes de ensino médio. O estudo constatou um aumento na busca de cursos ligados à saúde como educação física, nutrição, psicologia.

O mapa também observou a baixa escolarização no país, principalmente no ensino superior. As estimativas são de que a cada quatro alunos que concluem o ensino básico, dois concluem o ensino médio e, no fim, apenas um deles conclui o ensino superior.

Atualmente, a taxa de escolarização no ensino superior, ou seja, de estudantes de 18 a 29 anos que poderiam estar no ensino superior, é de apenas 18,1%. Nesse sentido, o Semesp defende mais políticas públicas de financiamento para o ensino superior para reverter esse quadro.

Agencia Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *