FMS pede doses extra ao Ministério e quer 40 mil vacinas por semana contra covid

Fundação Municipal de Saúde (FMS) encaminhou ofício para o Ministério da Saúde e para a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) solicitando o envio de doses extras da vacina contra a Covid-19 para Teresina. O presidente do órgão, Gilberto Albuquerque afirma que para avançar a vacinação de acordo com a estimativa populacional, seria necessário receber por semana, 40 mil doses.

A justificativa é que o quantitativo de doses enviado atualmente para a capital é insuficiente para a demanda, o que impede o avanço da campanha de vacinação em Teresina.

A solicitação leva em consideração o status de Teresina como referência para o atendimento de média e alta complexidade para os demais municípios do Piauí e dos estados vizinhos, Maranhão, Pará e Tocantins.

“Recentemente, houve comprovação na nova variante Delta no estado vizinho, que causa grande preocupação a todo sistema de saúde do Piauí, especialmente à capital”, justifica o presidente da FMS, Gilberto Albuquerque. “Existe a necessidade da realização de uma imunização em massa nesta capital, em decorrência da elevada circulação de pessoas oriundas do Maranhão, especialmente munícipes de São Luís e cidades vizinhas e que fazem divisa com o estado”, diz o presidente.

De acordo com análises da FMS, para avançar a vacinação de acordo com a estimativa populacional, seria necessário receber por semana, 40 mil doses. A estimativa do órgão é que Teresina tenha atualmente, uma média de 12 mil pessoas por faixa etária entre 40 e 50 anos, número que sobe para 15 por idade entre as pessoas com 30 a 40 anos. Dados do IBGE revelam que um total de 448.982 pessoas têm acima de 18 anos na capital (idade com direito à vacina.

“Teresina tem condições de administrar, nos dias úteis, até 50 mil doses por semana. Mas, infelizmente não temos essas doses. Estamos aguardando o Ministério da Saúde suprir a nossa demanda”, acrescenta o presidente da FMS.

Veja aqui o ofício

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *