Governador Wellington Dias diz que decisão de Rosa Weber segue a Constituição

governador Wellington Dias (PT) afirmou que a ministra do Supremo Tribunal Federal, Rosa Weber, seguiu a Constituição a autorizar que o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), a não comparecer à CPI da Covid. Wellington afirma que os governadores não querem evitar a CPI, mas esperam serem convidados e não convocados.

Fui parte do parlamento e conheço boa parte dos membros da CPI . Pedimos para transformar de convocação, que é uma medida coercitiva, para convite. Isso para comparecermos. Queremos ir lá e colocar a verdade e esclarecer sobre o estado, a região Nordeste e o país. A informação é que se abriu uma discussão em razão da decisão da ministra. Já era esperada. É porque essa é a posição da Constituição. É a Constituição  que diz que nesse caso há necessidade de prerrogativas como essas. É na forma da lei, não pode ser atropelando a legislação”, afirmou.

O depoimento do governador está previsto para o dia 30. Porém, Wellington Dias afirma que ainda não recebeu nenhuma notificação. “Ainda não recebi a notificação. Tivemos o presidente da comissão. Ele tinha feito  essa marcação para o governador do Amazonas.  Ele anunciou em uma sessão que teria um cronograma, mas não chegou. Foram suspensas as oitivas presentes para essa semana. Fui lá em abril e disse que queria comparecer. Ninguém quer fugir disso. O que queremos é uma prerrogativa constitucional. Se se cria um precedente como esse, qualquer CPI pode convocar presidente da República, parlamentar, qualquer autoridade. Exatamente para evitar bagunça, a Constituição fez uma regra adequada”, afirmou.

Vacinação

O governador falou da expectativa do recebimento das doses da vacina Sputnik V. Pelo fato da Anvisa ter autorizado apenas 1%, será necessário uma alteração contratual.

“Estamos tratando  do regramento. Precisamos chegar a um entendimento. Devemos fechar hoje. Temos que fazer uma alteração contratual. Pelo contrato vigente teríamos que receber, agora, 10 milhões de doses e tratar de 7 milhões que já eram para terem sido recebidas em abril e maio. Pela forma como a Anvisa aprovou, só vamos receber só primeiro lote o equivalente a 1%. Com base nisso fazemos a regra do aditivo. Acredito que na próxima semana teremos a solução e o recebimento me”, disse.

Wellington Dias afirma que até outubro a população entre 18 a 60 anos deve ser vacinada no estado, com pelo menos a 1º dose. “O teste será em um município. Fizemos uma parceria com a Fiocruz, com as universidades  do Piauí. Eles vão escolher o município  para a pesquisa. Isso é uma situação a parte. Já aprovamos autorização da vacina da sessões de 18 a 60 anos. Isso até outubro. Com pelo menos a primeira dose. A vacinação reduz adoecimento e óbitos”, disse.

Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *