Júlio César: falas de Bolsonaro sobre Nordeste não impactam em votação

Coordenador da bancada nordestina no Congresso Nacional, o deputado Júlio Cesar (PSD) não vê grandes prejuízos nas declarações do presidente Jair Bolsonaro (PSL) acerca dos governadores da região para aprovação da reforma da Previdência no legislativo federal.

O parlamentar piauiense acredita que, com exceção do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), citado nominalmente pelo presidente, não há problema algum com os demais gestores nordestinos. “Ele não tem nada pessoal contra os governadores”, disse.

Ainda que alguns deputados mudem de ideia no segundo turno da votação da nova Previdência na Câmara Federal, o coordenador de bancada mantém otimismo na aprovação da matéria. “Acho que poderá perder algum voto, mas o presidente teve 379 votos de maioria. Se ele perder nove, ainda tem 370 e só precisa de 308”, comenta.

A polêmica declaração aconteceu na semana passada (19), durante uma conversa entre o presidente e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), momentos antes de um café da manhã com correspondentes internacionais. Na ocasião Bolsonaro comentou que “daqueles governadores de ‘paraíbas’, o pior é o do Maranhão’.

Integrante da base do Governo, o Júlio César considera normal as pesquisas que apontam o desconhecimento da população acerca das medidas de Bolsonaro nesse primeiro semestre de gestão, mas considera que com a aprovação das reformas da Previdência e Tributária, o panorama será outro.

“Acho que ele ainda fez muito pouco pelo Brasil, porque o país como um todo tem um déficit que cresce todo ano […] Tendo investimento o Brasil vai dar uma virada na sua história e crescer positivamente”, conclui o piauiense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *