Professores do Piauí paralisam dia 14 contra medidas que cortam aposentadorias e recursos para educação

Os professores da rede estadual vão parar as atividades em todo o Piauí a partir da sexta-feira (14/06) por tempo indeterminado. A informação foi confirmada ao OitoMeia pela assessoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Piauí (Sinte).

No total, mais de 100 mil alunos que estudam na rede pública do Estado podem ser afetados com a paralisação. Entre as principais reivindicações, está a valorização dos professores, o protesto contra a reforma da Previdência e a ADPF 573 relacionada às aposentadorias.

No início deste ano, o Governo discutiu a possibilidade de retirar pelo menos 36 mil servidores públicos do regime próprio do Estado. A intenção é alocar os servidores na previdência geral do INSS.

A ADPF 573 deve ser avaliada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Caso a proposta for acatada, o sindicato diz que os servidores podem sofrer prejuízos financeiros, uma vez que passarão a receber as aposentadorias pelo INSS, cujo teto é de R$ 5.800.

Na sexta (14/06), os professores estaduais, assim como outras categorias da educação como os sindicatos das Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e Universidade Federal do Piauí (UFPI) realizarão uma manifestação em frente à sede do Palácio do Karnak às 8h, na data marcada como Greve Geral da Educação.

oito meia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *