Situação dos camelôs de Picos será solucionada apenas com a conclusão do Mercado do Produtor

A Prefeitura de Picos está construindo um calçadão na Travessa Joaquim Santos, que faz a ligação da Rua Coelho Rodrigues com a Av. Getúlio Vargas, com o objetivo de oferecer um local de trabalho para os ambulantes estabelecidos na Praça Josino Ferreira. O novo ponto comercial oferecerá 20 vagas para os trabalhadores do setor informal, das quais 13 já foram destinadas para pessoas cadastradas previamente.

Contudo, essa medida não solucionará a problemática do grande número de ambulantes nas calçadas das ruas e avenidas centrais da cidade. Apenas na calçada do Banco do Brasil, na Travessa Urbano Eulálio, a nossa equipe contou mais de 11 pessoas vendendo desde frutas e verduras, DVDs, calçados, dentre outros.

O secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia de Picos, Rômulo Costa, informou que apenas a conclusão do Mercado do Produtor garantirá que os trabalhadores do comércio informal tenham um local para trabalhar e possam deixar as calçadas centrais da cidade. Essa obra, sediada no bairro Boa Sorte, está parada há mais de três anos.

“Estamos apostando todas as nossas fichas de resolver o problema da feira livre de Picos de vez com a questão do Mercado; se eu tirar essas pessoas das praças, elas precisam trabalhar, e só teremos local disponível quando esse mercado for aberto”, comentou.

Ele informou que o prefeito Pe. Walmir Lima (PT) esteve reunido com o governador Wellington Dias e pediu como prioridade a conclusão dessa obra, especificamente os dois galpões que estavam mais adiantados. “O Governo do Estado é o ente pagador, portanto ele é construído com 80% de recursos do estado e a contrapartida do município, portanto, Picos vem desde 2012 com a construção daquele mercado, mas na última reunião Wellington Dias o prefeito pediu para eleger a obra prioritária da cidade, e apontamos aquela”, comentou.

Camelôs na Praça Getúlio Vargas

Rômulo explicou que há uma equipe na Secretaria de Infraestrutura do Piauí para conseguir a retomada da obra, cuja expectativa é para agosto. Se ela for mesmo retomada a inauguração acontecerá em dezembro desse ano. O secretário explicou que ele não apenas resolveria o problema dos ambulantes nas calçadas, mas do trânsito.

Secretário Rômulo Costa

Um dos blocos em construção deverá sediar o Açougue Municipal, enquanto o outro abrigará a feira livre. Será construído ainda um calçadão para acomodar os camelôs.

Desemprego

A grande quantidade de pessoas vendendo miudezas nas calçadas do centro de Picos não é apenas um problema local, mas fruto da crise econômica que assola o país. Os últimos dados falam em mais de 13 milhões de desempregados, dessa forma, as pessoas precisam fazer o dinheiro circular, ainda que seja no mercado informal, vendendo lanches e pequenos objetos pelas ruas da cidade.

Calçada na Rua Cel. Francisco Santos

FOLHA ATUAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *