Aplicativo Salve Maria: isolamento social aumenta denúncias em 180%

0
132

Durante o isolamento social no Piauí, o aplicativo Salve Maria – que recebe denúncias de violência doméstica – registrou 263 casos no período de 16 de março a 8 de junho de 2020. No ano passado, neste mesmo período, o aplicativo contou com o registro de 143 casos. Comparando o número de casos no mesmo período de 2019 e 2020, o aumento foi de 180%. O Piauí já tem oito feminicídios em 2020.

A superintendente de gestão de risco da Secretaria de Segurança Pública (SSP), delegada Eugenia Vila, explica que esse aumento ocorre porque as mulheres vítimas de violência, por estarem restritas ao ambiente domiciliar devido a pandemia da Covid-19,  enfrentam uma dificuldade maior em denunciar presencialmente os seus agressores nas delegacias.

“A pesquisa do Fórum Brasileiro, que trata da Covid, tem demonstrado uma queda absurda no registro dos boletins de ocorrência nas delegacias da Mulher porque as mulheres estão temerosas em ir até uma delegacia. Estão com receios de denunciarem pelo fato de não terem condições, pela pobreza mesmo, e pelo fato do vírus está no ar”, diz a delegada, citando que, diferente de outros estados, o Piauí possui dados paralelos por causa da existência do aplicativo – que possibilita a denúncia virtual.

“Aqui no Piauí tivemos uma redução de 35%. Com lesão corporal, nós tivemos uma redução de 40% nas (denúncias) presenciais.   Agora, em contrapartida, você vê um aumento enorme do botão do pânico, do Salve Maria, em lesão corporal e violência física. Como explicar isso? as mulheres não estão se deslocando até o atendimento físico. Podemos afirmar isso em razão da procura do Salve Maria e a diminuição do atendimento presencial”.

A delegada cita também o  formulário eletrônico Esperança Garcia. “Ele foi implementado dia 13 de janeiro. Eu fiz uma análise dos registros. Nós tivemos uma redução da metade do atendimento presencial. Você vê que tem uma relação direta com o número de procura”.

Villa comenta que enquanto a vítima da agressão estiver reclusa em casa ficará sob o domínio do agressor e, partir do momento que ela conseguir ir até uma delegacia – por exemplo – o poder público deverá garantir e salvaguardar essa vítima.


Foto: arquivo/Cidadeverde.com

APP SALVE MARIA
Site: http://dv.pc.pi.gov.br/
E-mail: delegaciavirtual@pc.pi.gov.br

Informações sobre boletim eletrônico (86) 99414-9671

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here