Bolsonaro decide revogar decreto de armas

O presidente Jair Bolsonaro revogou o decreto publicado em maio deste ano pelo governo federal, que trazia mudanças nas regras para aquisição, cadastro e registro, posse, porte e comercialização de munições e armas.

    Foto: Marcos Corrêa/PR

A revogação foi publicada nesta tarde em edição extra do Diário Oficial da União, horas depois do porta-voz da presidência, Otávio Rêgo Barros, dizer que o presidente não revogaria o decreto nem colocaria empecilhos na votação da matéria em tramitação na Câmara.

Na semana passada, o Senado já havia rejeitado a medida presidencial – agora revogada – e a expectativa era que a Câmara seguisse pelo mesmo caminho.

Além de extinguir as medidas anteriores, Bolsonaro editou três novos decretos que se adequam às mudanças solicitadas pela Câmara.

O recuo do presidente é atribuído à pressão imposta pelos líderes no Congresso Nacional, que ameaçaram até mesmo travar a tramitação da Reforma da Previdência, caso Bolsonaro teimasse contra as decisões do Legislativo.

180 GRAUS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *