Com queda de 50% nas doações de sangue, direção do Hemopi faz apelo

0
150

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi) enfrenta dificuldades para manter o estoque de bolsas de sangue nos últimos meses. Por conta da pandemia da Covid-19, o número de doadores caiu de forma significativa. De acordo com a direção, desde o mês de fevereiro a queda nas doações foi de cerca de 50%.

“Durante esse período de pandemia, boa parte dos nossos parceiros, como faculdades, colégios e igrejas estão com suas atividades suspensas. Nós estamos buscando alternativas nesse momento, enquanto esse período de normalidade retorna. o plano de contigência foi ativado, com objetivo de sensibilizar a população do estado do Piauí, sobretudo, nas cidades onde temos hemocentro”, afirmou o diretor geral do Hemopi, Jurandir Martins, em entrevista ao Notícia da Manhã.

Para tentar driblar a queda nas doações, o Hemopi adotou uma série de alternativas, como a utilização das unidades móveis de coleta. Nesta quarta (29) e quinta-feira (30) o local escolhido foi a Ponte Estaiada, na avenida Raul Lopes.

De acordo com a direção do Hemopi, a Unidade Móvel de Coleta também deve ser levada para os municípios do interior do Estado.

“Todas as medidas que são necessárias para uma doação segura estamos tomando, no sentido de evitar aglomerações, manter o distanciamento, uso de equipamentos de proteção individual, dispomos de álcool em gel. Uma série de medidas adotadas no intuito de que a gente possa fazer cada vez mais que a população do Piauí doe sangue”, completa o diretor.

Para doar sangue, basta ter idade entre 18 e 69 anos, pesar acima de 50 quilos e estar saudável e alimentado.

A doação de sangue também pode ser agendada, através dos telefones:

– Teresina (86) 9 88946614

– Parnaíba (86) 9 8894 7159

– Picos (89) 9 8801 1717

– Floriano (89) 9 8801 1984.

Natanael Souza
Redacao@cidadeverde.com 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here