Conta de energia segue mais cara após bandeira de escassez hídrica

Desde o mês de setembro, os consumidores passaram a sentir no bolso o aumento na conta de energia, ocasionado pela inclusão da bandeira tarifária escassez hídrica. Na prática, estão sendo cobrados R$14,90, para cada 100 Kw/h consumidos.

A medida é uma forma de driblar as dificuldades enfrentadas na geração e também é adotada no Piauí, que tem registrado crescimento significativo na produção de energias renováveis, como a eólica e a solar.

O gerente de relacionamento da Equatorial no Piauí, Luís Carlos Cardoso, explica que a cobrança é feita porque o sistema elétrico é interligado, ou seja, a energia que é produzida no Piauí não é consumida necessariamente pelos piauienses.

“É importante que a gente perceba que o sistema elétrico nacional é interligado e a composição da geração de energia vem de diversas fontes. A geração eólica e solar tem contribuído muito, e o Piauí é um estado que produz bastante, mas tudo isso vai para o sistema interligado nacional, que é gerido pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico”, explicou.

Por: Natanael Souza, Cidade Verde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *