Em Picos, manifesto negro pede justiça pela morte de pedreiro morto por PRF

0
274

Na manhã desta segunda-feira (08 de junho), familiares, simpatizantes e membros do Movimento Negro de Picos, foram às ruas clamar por justiça após a morte do pedreiro, Joilson Pereira. A vítima foi alvejada por dois disparos de arma de fogo na última terça-feira (02), no bairro Bomba, durante ação policial da PRF.

O episódio fatídico chocou a sociedade picoense e diversas manifestações de apoio à família do pedreiro começaram a varrer as redes sociais virtuais. Diante da mobilização, o caso se tornou uma bandeira de luta do Movimento Negro de Picos.

MANIFESTAÇÃO PACÍFICA

Em silêncio, vestindo preto em sinal de luto, dezenas de pessoas participaram do manifesto negro. A concentração do ato foi o antigo Fórum de Picos. Do local, os manifestantes saíram em caminhada com destindo à Praça Josino Ferreira, centro da cidade.

Munidos de cartazes, as mensagens revelavam revolta, indignação, pela morte de um trabalhor, por um família que chora a morte de um ente querido.

A esposa de Joilson Pereira, Raimunda Pereira, falou dos dias de angúsutia vividos após a morte do seu esposo.

A manifestação contou com apoio logístico da Polícia Militar e da Secretaria de Transportes, Trânsito e Mobilidade Urbana.

MAIS FOTOS

Fonte: Folha Atual

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here