Governador se reúne com deputados e ouve pedidos por avanço na reabertura

0
198

O governador Wellington Dias apresentou aos deputados estaduais o Pacto ProPiauí, que define as regras para a reabertura gradual das atividades econômicas no estado. O governador destacou a necessidade de união de todos os setores e alertou que a retomada não é definitiva e não descartou a possibilidade de recuos.

Entre os dados apresentados estão a taxa de transmissibilidade da doença, a projeção de casos, a ocupação de leitos hospitalares, além de informações relacionadas aos protocolos definidos para uma flexibilização segura.

“Queremos retomar a economia, mas prevenidos. É preciso zelar pelo distanciamento adequado, máscaras, barreiras para melhorarmos e controlarmos o coronavírus no Piauí. Se pessoas adoecerem, precisamos ter condição do atendimento, inclusive com a participação do setor público e privado na área da Saúde”, disse o governador.

O líder do governo, Francisco Costa, afirma que a Assembleia acompanha de perto as decisões sobre a reabertura. Ele destacou a necessidade da reunião para um diálogo com os parlamentares.

“O governador fez uma explanação e tirou dúvidas dos deputados sobre algumas atividades que ainda não foram contempladas na flexibilização. Ele deixou claro que o pacto de retomada requer um monitoramento contínuo dos parâmetros da COVID 19, podendo a qualquer momento avançar na flexibilização de mais atividades, bem como retroceder no que já fora flexibilizado .  Ele destacou dados como a taxa de transmissibilidade , número de novos casos, números de óbitos e taxa de ocupação de leitos clínicos e de UTI, são alguns desses indicadores que definirão as etapas do ProPiauí”, explicou.

Alguns deputados têm feito pressão para a abertura de mais setores. Eles pediram uma ampliação do plano com o ingresso de mais atividades econômicas. Porém,  apenas os empreendimentos nos setores da construção civil, automotivo e serviços de saúde serão abertos na primeira etapa. Eles precisam elaborar seus próprios protocolos para poderem funcionar, respeitando parâmetros epidemiológicos, sanitários e econômicos.

O governador destacou que o decreto de isolamento foi prorrogado até o dia 22 de junho.

“Semanalmente, temos uma avaliação. Consideraremos como ficou a situação em relação a vagas no sistema hospitalar e veremos se está confortável ou há risco de colapso. Os óbitos aumentaram ou reduziram? O índice de transmissão caiu ou avançou? Com base nisso, podemos ir em frente ou retroceder”, destacou.

cidade verde

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here