Mulheres e jovens são os possíveis maiores compradores no futuro do ecommerce

A pandemia causada pelo novo coronavírus mudou o comportamento do consumidor. Com o isolamento social, muitas pessoas optaram por fazer compras pela internet. E os números comprovam o quanto o mercado online tem ganhado destaque nos últimos meses.

Para se ter uma ideia, em 2020, o número de clientes cresceu em 30% em nosso país e o faturamento do e-commerce teve uma alta de 41%

Segunda uma pesquisa da Ebit|Nielsen, cerca de 95% das pessoas pretendem investir em negócios online, mesmo quando a crise sanitária for superada no Brasil e no mundo.

E o cenário é bastante animador para as empresas que investem no público jovem e em mulheres. Diversos estudos já comprovaram que eles estão entre os principais clientes do e-commerce. Esse cenário pode ser explicado por vários motivos.

Sabemos que os jovens gostam de praticidade. Então, muitos deles têm dado preferência para os superapps que foram desenvolvidos por grande parte das empresas. Trata-se de alternativas em que as companhias oferecem diversos tipos de produtos e serviços em apenas uma única ferramenta.

Para o público feminino, o segmento da moda tem investido com frequência no live commerce. Desenvolvido na China, esse tipo de vendas tem como objetivo fazer interação ao vivo com os clientes. A grande sacada é que o processo não é feito somente com vendedores, mas também com influenciadores.

E-commerce para as mulheres

Para encantar as mulheres no mercado online, o seu e-commerce não pode ser feito de qualquer forma, Além de trabalhar a experiência do consumidor, ele precisa ter várias opções de produtos, como: moletons, casacos, shorts, saias, vestidos, macaquinhos, calças, acessórios e diversos tipos de blusas.

Uma dica interessante é acompanhar as principais tendências da moda para garantir um diferencial competitivo no mercado. O Cropped, por exemplo, é uma das peças queridinhas das mulheres atualmente. Ele traz equilíbrio e bem-estar para aquelas pessoas que desejam sair de casa sem desconforto.

Outro ponto positivo da peça é que ela combina com diversos itens, como: calças jeans, saias, shorts e até mesmo com legging.

A combinação do cropped com peças de cintura alta traz elegância, modernidade e alonga a silhueta. Sem dúvidas, será um dos principais destaques do seu negócio.

Para ter sucesso com o público feminino na loja virtual, recomendamos conhecer quais são as dores da sua audiência, não classificar as mulheres como nicho e sim como pessoas, não estereotipar mulheres e construir relacionamentos longos.

E-commerce para jovens

Uma das formas de atrair o público jovem para o mercado online é por meio dos jogos eletrônicos. As principais plataformas e consoles do segmento identificaram que as transações feitas nesse segmento aumentaram 140% em 2020 se for comparado com 2019, de acordo com um estudo divulgado pela bandeira de cartões Visa.

O cenário também é bastante interessante para as negociações de “periféricos gamers”. A empresa HyperX, que desenvolve itens, como teclado, mouse, mousepad, headset, registrou um aumento de consumo de 50% no Brasil. Já na América Latina, a alta foi de 107%.

Para aumentar as vendas de um negócio voltado para jovens, recomendamos conhecer quais são as principais características dos consumidores, investir em uma linguagem informal, reservar um momento especial para cuidar da qualidade do conteúdo e otimizar a página para aparelhos móveis.

Após descobrir que as mulheres e jovens são os possíveis maiores compradores no futuro do ecommerce, siga-nos nas redes sociais e conheça outras dicas importantes para o sucesso do seu negócio.

180

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *