No Piauí, policiais que morreram vítimas da Covid poderão ter promoção de patente

Um Projeto de Lei que tramita na Assembléia Legislativa do Piauí (Alepi) pode garantir a promoção de patente para policiais militares da ativa que morreram em decorrência da Covid-19.

De acordo com o autor da proposta, o deputado Carlos Augusto (PL), ao todo, 29 policiais da ativa morreram enquanto autuaram na linha de frente contra a pandemia.

Segundo ele, a medida também permitirá um aumento nos valores das pensões recebidas pelas famílias das vítimas.
Os valores variam de acordo com a graduação do policial e estão estimados entre R$ 3.7 mil e R$ 7.8 mil

“Iniciamos essa pandemia com todos muito assustados e os policiais tiveram que estar na linha de frente, prendendo e cumprindo os decretos das autoridades. Só da ativa foram 29 policiais mortos deixando suas famílias. Acho que é justo esse reconhecimento do estado. É um dever do estado cuidar dos seus agentes”, informou.

O projeto segue em tramitação na Alepi e seria analisado nesta terça-feira (05) pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que não ocorreu por falta de quórum.

Flash Paula Sampaio
redacao@cidadeverde.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *