PF faz operação contra fraudes no auxílio-doença e prende três investigados em Picos

Equipes da Polícia Federal deflagraram na manhã desta quarta-feira (06) uma operação com objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada na realização de fraudes, por meio da falsificação de exames e laudos, para obtenção de benefícios previdenciários, principalmente o auxílio-doença. A operação, denominada Neoplasia, acontece no município de Picos, distante cerca de 300 km de Teresina, e conta com apoio da Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT).

A Operação mobilizou 15 Policiais Federais para o cumprimento de seis mandados judiciais, três de busca e apreensão e três de prisão temporária, todos expedidos pelo Juízo da 1ª Vara Federal de Teresina. Todos os mandados judiciais foram cumpridos no município de Picos.

No decorrer das investigações já foram identificados 190 benefícios atrelados à organização criminosa, dos quais já se constatou a fraude em 38 deles, causando, até o momento, um prejuízo efetivo ao INSS superior a R$ 230 mil. De acordo com a PF, na maioria dos casos, os investigados se apresentavam como portadores de doenças neoplásicas(câncer), falsificando exames e atestados médicos, para conseguirem ter acesso aos benefícios previdenciários.

A pedido da Polícia Federal foi determinado o bloqueio judicial das contas bancárias de três envolvidos nas fraudes identificadas.

Os investigados poderão responder pelos crimes de Organização Criminosa, Estelionato Majorado; Falsidade Ideológica e Uso de Documento Falso.

Aguarde mais informações 

Natanael Souza( Com informações da PF)
redacao@cidadeverde.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *