PRF contabiliza 23 acidentes, 24 feridos e três mortes nas BRs no Piauí

Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta quarta-feira (13/10) o balanço da Operação Nossa Senhora Aparecida contendo os principais indicativos referente aos esforços de fiscalização do órgão para redução dos índices de acidentalidade e criminalidade nas rodovias federais.

Durante os cinco dias de operação, a PRF contabilizou 23 acidentes, sendo nove de natureza grave, 24 feridos e três óbitos. Apesar do número de óbitos, esses índices representam o trabalho da instituição em manter os níveis de acidentalidade, mesmo com o aumento do fluxo de veículos.

    Divulgação / PRF

A PRF registrou aumento no fluxo de veículos principalmente na BR-343 na região Norte do estado com acesso ao litoral piauiense. Apesar da expectativa de aumento significativo no fluxo de veículos, o que se viu foi um leve aumento no deslocamento de veículos nas rodovias, e este se deu de forma tranquila.

Os dados referentes à fiscalização demonstram que houve um aumento da presença policial, porém a maioria dos acidentes tiveram como causa principal a conduta inadequada de parte dos condutores. As rodovias em que ocorreram os acidentes foram: a BR-343 com onze acidentes, a BR-316 com oito acidentes, a BR-135 com dois acidentes, e a BR-230 com dois acidentes.

Os acidentes que resultaram nas três vítimas fatais aconteceram nas rodovias BR 316 e 343 nos municípios de Marcolândia, Campo Maior e Teresina.

As causas principais dos acidentes apontam, em sua maioria, para manobra de mudança de faixa e acessar a via sem observar a presença de outros veículos, porém alguns acidentes foram causados por ausência de reação do condutor, deixar de manter distância segura do veículo da frente, condutor dormindo e animais na pista.

Esforços de Fiscalização

A maior presença ostensiva da PRF nas rodovias deste ano também refletiram um aumento de mais do triplo no número de pessoas abordadas em procedimentos de fiscalização em relação ao ano de 2020. Um total de 1.745 veículos foram fiscalizados pelos policiais nos cinco dias de operação e 2.038 pessoas foram fiscalizadas. Foram lavrados 1.604 autos de infrações por diversas infrações.

Infrações de Trânsito

Foram lavrados 337 autos de infração em condutores de motocicletas por não uso do capacete de segurança, 96 por não uso do cinto de segurança e 113 por Ultrapassagem em local proibido. Com relação à fiscalização de alcoolemia, foram realizados 161 Testes de alcoolemia e lavrados 36 autos de infração, resultando em 9 pessoas presas por este motivo. Isto representa um aumento do dobro no número de testes realizados em relação ao ano de 2020, resultando em um aumento de 63% de autuações por alcoolemia. As principais infrações de trânsito flagradas pelos policiais ainda são as que tem maior gravidade e podem resultar em acidentes graves.

Combate ao Crime

A PRF também esteve presente em relação às ações de repressão ao crime. Foram apreendidos 88 unidades de anfetaminas em ocorrências envolvendo caminhoneiros. Além disso, 36 pessoas foram presas por diversos crimes, sendo nove por Dirigir Sob o efeito de Álcool, um por Uso de documento falso, um por Cumprimento de Mandado de Prisão, seis por outros Crimes de Trânsito e 20 por crimes diversos. Ainda foram recuperados oito veículos com registro de roubo/furto e cinco que estavam adulterados. Durante esse período foram realizados 5028:59 horas ininterruptas de trabalho operacional com o empenho de 449 policiais em escala de revezamento. A Operação Nossa Senhora Aparecida 2021 da Polícia Rodoviária Federal aconteceu, em todo o país, entre os dias 08 e 12 de setembro.

180

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *