Saiba se o seu iPhone receberá ou não a atualização do iOS 14, novo sistema da Apple

0
147

A Apple divulgou a lista dos iPhones que serão compatíveis com o novo sistema operacional para dispositivos móveis, iOS 14, permitindo que os seus clientes saibam se o seu celular terá suporte para atualização ou não.

Como é de praxe para a companhia, a listagem inclui dispositivos lançados cinco anos atrás, como é o caso do iPhone 6s e do iPhone 6s Plus – ambos chegaram ao mercado em setembro de 2015.

Outro modelo que pode ser considerado incomum na lista é o iPod Touch de 7ª geração, reprodutor de mídias que foi lançado em 2019. Como é um dispositivo recente e se trata a primeira atualização da linha em mais de quatro anos, faz sentido a Apple tê-lo incluído na lista.

Como aponta o site 9 to 5 Mac, muita gente já ficou surpresa que os iPhones 6s e 6s Plus receberam suporte para o iOS 13. Com a chegada do iOS 14, a Apple estendeu suporte a basicamente todos os aparelhos que já eram compatíveis com a versão anterior.

O iOS 14 já está disponível desde esta terça, dia 23 de junho, em fase de testes beta para desenvolvedores e vai ganhar um beta público no mês que vem, em julho de 2020. Essa versão da atualização já traz uma série de recursos do novo SO, inclui suporte para widgets na tela inicial, novos recursos para o Apple Maps e suporte para Picture-in-Picture (PiP), entre outras coisas.

Confira a lista completa de iPhones compatíveis com o iOS 14:
iPhone 11
iPhone 11 Pro
iPhone 11 Pro Max
iPhone XS
iPhone XS Max
iPhone XR
iPhone X
iPhone 8
iPhone 8 Plus
iPhone 7
iPhone 7 Plus
iPhone 6s
iPhone 6s Plus
iPhone SE (1)
iPhone SE (2ª geração)
iPod touch (7ª geração)

O QUE É O IOS 14

Foi a maior novidade anunciada pela Apple na WWDC 2020 (Apple Worldwide Developers Conference), evento que aconteceu nesta segunda-feira (22). A nova versão do sistema operacional para iPhone tem como destaque o App Library, um espaço na tela inicial que organiza aplicativos de forma automática e promete facilitar a experiência de uso. A plataforma móvel também recebeu melhorias no desempenho, widgets na página de início e vídeos em PiP (picture-in-picture). Outros lançamentos incluem novos recursos para os apps CarPlay, Mensagens e Maps, assim como mudanças na App Store e na assistente virtual Siri.

Além do novo iOS, a empresa revelou diversas novidades relacionadas a softwares durante a WWDC. O macOS Big Sur é a nova versão do sistema para os computadores da marca, como MacBooks e iMacs. A plataforma foi totalmente redesenhada e promete uma experiência de uso mais fácil. Alguns destaques são as novas Centrais de Controle e de Notificações, que vão ajudar os usuários a encontrarem informações relevantes de forma mais simples.

A Apple também aproveitou a ocasião para revelar novas ferramentas e recursos para iPadOS, WatchOS e AirPodsOS, os sistemas para iPad, Apple Watch e AirPods, respectivamente. Outro anúncio que chamou atenção foi a substituição dos processadores Intel nos computadores da marca por novos chips feitos pela própria Apple. A mudança está prevista para acontecer até 2022.

Esta foi a primeira vez que a tradicional conferência da Apple para desenvolvedores aconteceu totalmente online. Por conta da pandemia de coronavírus, a empresa cancelou a apresentação presencial, mas prometeu realizar a maior edição do evento, com palestras e workshops transmitidos pela Internet. A seguir, confira todos os destaques da WWDC 2020. Vale ressaltar que todos os softwares anunciados estarão disponíveis para os usuários no outono do Hemisfério Norte (quando será primavera no Brasil). As versões beta poderão ser testadas a partir de julho.

O iOS 14 busca facilitar a experiência do usuário com o lançamento da “App Library” (ou biblioteca de aplicativos, em português), que é uma espécie de gaveta de aplicativos. A ferramenta é uma página que reúne todos os apps instalados no iPhone, e oferece personalizações, como recomendações, categorias de apps e a opção de ocultar páginas de aplicativos. Antes, era possível acessar as aplicações apenas a partir da página de início, que pode ser organizada em pastas e em várias páginas.

Os widgets também chegam à página inicial do iPhone. A novidade traz atalhos de ações de aplicativos com um só toque. Por exemplo, o app de previsão de tempo pode apresentar informações de temperatura logo no widget. O usuário pode escolher a localização da ferramenta na página, junto aos outros apps da página de início. A “Widget Gallery” fornece as interfaces disponíveis para o usuário de acordo com os apps instalados no smartphone, e conferir os tamanhos disponíveis do widget. Já o “Smart Stack” permite scrollar pelos widgets e personalizá-los de acordo com as ações do usuário.

O modo PiP (picture-in-picture) chega para permitir a visualização de vídeos enquanto o usuário mexe em outros aplicativos no iPhone. O player é exibido na página de início e pode sobrepor outros apps, além de reproduzir o áudio mesmo com o vídeo minimizado.

A Siri também ganhou novidades, com um design renovado em que a assistente aparece na tela de acordo com as necessidades do usuário. Ela pode ser exibida na parte inferior da tela, ao pedir uma ação no Safari, ou no topo do display como se fosse uma notificação. O keynote da WWDC também ressalta como a Siri ficou mais inteligente com pedidos e comunicação — por exemplo, a assistente agora permite enviar mensagens de voz ou escrever textos por dicção. A ferramenta de tradução também chega à assistente com o aplicativo “Translate” (tradução, em português), que funciona offline sem necessidade de Internet, e pode traduzir conversas para o português.

O aplicativo Messages ganha, com o iOS 14, a ferramenta para pinar conversas mais importantes e fixá-las no topo dos chats. Conversas em grupo foram simplificadas com a habilidade de menções e responder mensagens específicas de um bate-papo coletivo, além disso, é disponibilizada a opção de notificações apenas quando for mencionado na conversa. Já os Memojis foram atualizados com feições de mais idades e máscaras faciais.

O Apple Maps agora tem informações mais precisas para navegação, como localização de travessias de pedestres. Entre as funções, está um guia para sugerir lugares para visitar. Os guias podem ser salvos e são atualizados automaticamente para oferecer as recomendações mais recentes.

O GPS da Apple ganha direções para ciclistas, com o objetivo de diminuir a emissão de gás carbono, e tem orientações detalhadas, como se há escadas ou ruas movimentadas no caminho. A função está disponível em cidades dos Estados Unidos e China no momento, e deve ser expandida para mais lugares no futuro. Já o recurso “EV Routing” fornece informações para donos de carros elétricos conferirem onde podem recarregar o veículo.

O CarPlay, recurso da Apple para donos de iPhone usarem apps no carro, ganha mais opções de papel de parede. Também estreia o Car Key, recurso que dispensa uma chave física. O próprio celular destranca o carro e permite iniciar o motor. É possível compartilhar a “chave” com outras pessoas, com acesso total ou limitado ao veículo. Por ora, a tecnologia funciona somente com o BMW 2020 5 Series.

FONTE: Mundo Conectado e Tech Tudo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here