Seduc e ex-secretária se manifestam após terceira etapa da Topique

0
274

A Secretaria de Educação do Estado do Piauí (Seduc) divulgou nota com posicionamento sobre a terceira etapa da Operação Topique, deflagrada pela Polícia Federal, em parceria com a Controladoria Geral da União e do Ministério Público Federal. A sede da pasta foi um dos alvos dos mandados de busca e apreensão cumpridos nesta segunda-feira (27/07).

A Seduc diz que está colaborando plenamente com a investigação em curso da Polícia Federal e que “sempre se colocou à total disposição dos órgãos de controle para esclarecer quaisquer questionamentos, visando a transparência e o correto funcionamento da administração pública”.

A ex-secretária de Educação, hoje deputada federal, Rejane Dias, também se posicionou após a operação. A parlamentar diz que “recebe com tranquilidade os desdobramentos da referida Operação, e afirma que, como desde o início, permanece à disposição para esclarecimentos a todas essas alegações”.

Rejane diz ainda que no tempo em que esteve na gestão da Seduc “sempre se portou em observância às leis, tendo em vista a melhoria dos índices educacionais e a ampliação do acesso à educação dos piauienses”.

Sobre a operação

Na nova etapa da operação deflagrada hoje, são cumpridos 12 mandados de busca e apreensão, expedidas pela Justiça Federal do Piauí, nas cidades de Teresina (PI) e Brasília (DF).

A superintendência da Polícia Federal no estado informa que “as ações de hoje dão continuidade às investigações formalizadas nas operações Topique e Satélites, ocorridas em agosto de 2018 e em setembro de 2019 para investigar os crimes de organização criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e crimes de licitação”.

As investigações apontam que entre os anos de 2015 e 2016, “agentes públicos da cúpula administrativa da Seduc se associaram a empresários do setor de locação de veículos”, num esquema que levou ao desvio de pelo menos R$ 50 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE).

Os mandados cumpridos hoje buscam aprofundar as investigações a respeito do recebimento e solicitação de bens e valores, diretamente ou por intermediários, por agentes públicos com poder de comando na Secretaria de Educação do Estado do Piauí.

180

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here